skip to Main Content
4 Dicas Para Administrar Uma Empresa De Fomento Mercantil

4 dicas para administrar uma empresa de fomento mercantil

Um bom número de empresas utiliza os serviços de fomento mercantil para administrar melhor o seu capital de giro, evitando prejuízos e falta de dinheiro para suas necessidades.

O fomento mercantil, ou factoring, é um excelente negócio para quem recebe e para quem concede créditos, uma vez que as operações realizadas não são consideradas como empréstimo, e sim como operação de compra e venda de direitos de crédito.

As operações de factoring o que ocorre é a transferência de risco e, em razão disso, para que uma empresa de fomento mercantil possa se tornar um bom negócio é imprescindível observar detalhadamente as condições financeiras das empresas clientes.

Olha este artigo que fizemos especialmente para você! Contabilidade para fomento mercantil – a ferramenta definitiva para equilibrar sua empresa!

Operações de fomento mercantil praticadas

As operações de fomento mercantil podem ser realizadas por empresas de todos os portes, como podemos observar a seguir:

Factoring convencional

A mais comum das operações, também chamada de factoring comercial, é quando uma empresa compra direitos de crédito ou ativos decorrentes de vendas a prazo, através de um contrato mercantil, oficializado por uma documentação que comprova a existência de valores entre o comprador e o vendedor.

Factoring maturity

As operações de factoring maturity são praticamente iguais ao fomento mercantil tradicional, havendo apenas a alteração da administração das contas a receber, que são feitas pela empresa responsável pelo crédito.

Factoring truste

Nas operações de factoring truste, além da compra e venda de créditos, a empresa responsável também cuida da assessoria administrativa e financeira, elaborando análise de crédito e de riscos, de contas a pagar e a receber e de outros serviços financeiros.

Factoring de exportação

O fomento mercantil pode envolver exportações, além de outras operações com outros países, oferecendo garantia para as transações e liquidação de crédito de empresas internacionais, exigindo a formação de parcerias.

Factoring de matéria prima

A empresa de fomento mercantil pode atuar como intermediária entre o fornecedor de matéria prima e o comprador. É um tipo de operação em que a matéria prima é comprada à vista, tornando-se um direito futuro do fornecedor e a empresa compradora faz a liquidação com o faturamento gerado pela transformação da matéria prima.

Diante da variedade de operações de uma empresa de fomento mercantil, é necessário que ela seja bem administrada para que se torne um negócio lucrativo.

Dicas de administração de empresa de fomento mercantil

Uma empresa de fomento mercantil exige algumas condições básicas de administração, já que se trata de um sistema de operações que envolve a prestação contínua e cumulativa de serviços que mantém estreita relação com assessoria de crédito, atendendo, entre outras, as seguintes áreas:

  • Gestão de crédito e de mercado;
  • Seleção de riscos;
  • Administração de contas a pagar e contas a receber;
  • Compras de direitos creditórios, resultantes de vendas mercantis a prazo.

As empresas de fomento mercantil não utilizam outros meios para oferecer crédito a seus clientes e, portanto, não trabalham com empréstimos, descontos ou adiantamentos.

Quem administra uma empresa de fomento mercantil deve dar atenção especial às atividades de:

Contabilidade Para Factoring - Contabilidade na Vila Mariana - SP | Tributus ContabilidadePowered by Rock Convert
  • Prestação de serviços de consultoria administrativa e financeira;
  • Realização de análises de riscos;
  • Cobrança de títulos de vendas;
  • Compra de ativos através de pagamento imediato.

As atividades de uma empresa de factoring são voltadas para a complementação de fornecimento de capital de giro, trabalhando com movimentação financeiro, sendo obrigadas a ter autorização do Banco Central.

Além de administrar a própria empresa de fomento mercantil, dessa forma, o administrador de uma empresa de factoring deve atender às necessidades de gestão e administração de vendas das empresas clientes.

Dessa forma, para gerenciar todas as ações necessárias, uma empresa de fomento mercantil deve oferecer seus serviços também para o cliente, já que as operações oferecem riscos, que devem ser analisados cuidadosamente.

O contrato de factoring envolve ações mercantis e não ações de consumo, havendo a cobrança pelos serviços prestados através do deságio, ou seja, a empresa cliente recebe os valores de seus créditos com a dedução da cobrança pelos serviços.

Assim, é importante manter algumas condições básicas na administração de uma empresa de fomento mercantil, como podemos ver a seguir:

1.    Manter um contador experiente

Uma empresa de fomento mercantil apresenta, dentro de suas receitas, a remuneração recebida do cliente, havendo a necessidade de manter rígido controle tanto da empresa cliente quanto da empresa devedora.

Como se trata de um tipo de empreendimento controlado e autorizado pelo Banco Central, existe a exigência de que toda e qualquer operação seja devidamente registrada e contabilizada, atendendo às normas estabelecidas pela legislação, o que vai exigir também a atuação de um contador com experiência nesse ramo de atividade.

2.    Conhecimento da situação financeira do cliente

A empresa de fomento mercantil deve ter total conhecimento da situação financeira de seus clientes, contabilizando a cessão de todas as operações, oferecendo serviços de cobrança, de análise de crédito dos clientes e de outras formalidades, havendo a necessidade de profundos conhecimentos de economia.

3.    Correta classificação contábil

As despesas de fomento mercantil decorrentes de alienação de créditos devem ser classificadas corretamente, uma vez que os custos para obter capital de giro são classificados como despesas financeiras.

É importante, na administração, definir os valores de face dos títulos e os valores liberados pela empresa de fomento mercantil, apresentando faturas discriminadas de acordo com o determinado pelo Banco Central.

4.    Cuidados com as operações de factoring

Nas operações de factoring é necessário determinado cuidado, uma vez que os serviços de assessoria de crédito, de gestão de crédito, de seleção de riscos e contas a pagar e receber são considerados despesas administrativas, devendo ser monitoradas corretamente.

Os clientes de factoring são considerados como tomadores de serviços, devendo atender às exigências da Instrução Normativa da Receita Federal, devendo se sujeitar à retenção na fonte das contribuições do PIS/PASEP, do COFINS e da CSLL.

Seja diferente, inove, evolua, escreva-se em nossa newsletter !

[contact-form-7 404 "Not Found"]

Além disso, é importante ressaltar a necessidade de retenção de 1,5% do Imposto de Renda na Fonte, conforme determinado pela Receita Federal.

Dessa forma, uma empresa de fomento mercantil deve atender todas as exigências para que tenha lucratividade e para que o administrador possa dar continuidade às suas operações.

Ainda possui alguma dúvida? Que tal entrar em contato com a Tributus?

Somos uma Empresa Contábil em São Paulo, especialistas no seu negócio para ajudá-lo.

Será um prazer conversar!

Acesse nosso Facebook: @grupotributus

Sucesso e até logo.

Assine nossa Newsletter

This Post Has 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top