Quais Impostos Incidentes Na Operação De Factoring – Contabilidade Na Vila Mariana – SP | Tributus Contabilidade

Quais impostos incidentes na operação de factoring?

De acordo com o dicionário, factoring é o :

contrato pelo qual um comerciante ou industrial cede, total ou parcialmente, a uma instituição financeira créditos de vendas feitas a terceiros, em troca do pagamento de certa comissão, assumindo a instituição o risco do não recebimento dos créditos”.

Empresas do ramo tem movimentado bilhões de reais anualmente e, como não poderia deixar de ser, tem chamado a atenção de empreendedores para esse tipo de prestação de serviço. 

Conhecer quais tributos vão incidir sobre a atividade que pretende executar é fundamental para o planejamento. Quando se trata de uma empresa de factoring, todas as organizações estão enquadradas no regime de Lucro Real – o que facilita a descoberta de quais impostos vão precisar ser recolhidos neste caso. 

Neste artigos vamos mostrar quais impostos são incidentes na operação de factoring. 

Boa leitura! 

Confira Nossas Especialidades Gif - Tributus

Entenda o que é Lucro Real

Antes de conhecer os impostos incidentes na operação de factoring, é válido entender melhor do que se trata o Lucro Real. O Lucro Real é um dos três regimes tributários que existem no Brasil, sendo que os outros dois são o Lucro Presumido e o Simples Nacional. 

Sendo assim, trata-se da regra geral para a apuração do Imposto de Renda (IRPJ) e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) de pessoas físicas. Os tributos são calculados com base no lucro real da empresa. Além deles, também é preciso pagar os impostos sobre o faturamento como qualquer outra organização. Algumas empresas são obrigadas a adotarem o Lucro Real, como é o caso das empresas de factoring. 

Veja quais são os impostos incidentes na operação de factoring 

Confira, a seguir, a lista de tributos que incidem na operação de factoring. 

IRPJ  (Imposto de Renda Pessoa Jurídica)

Um dos impostos que devem ser pagos por empresas de factoring é o Imposto de Renda Pessoa Jurídica. A alíquota do tributo para Lucro Real é de 15% e ele pode ser pago trimestral ou anualmente. 

CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro)

A Contribuição Social sobre o Lucro também é um tributo obrigatório para empresas optantes pelo Lucro Real. No caso de factoring, a alíquota para o cálculo do imposto é de 9%. 

PIS E COFINS

De acordo com a legislação vigente, empresas de factoring estão sujeitas a tributação da não cumulatividade de PIS e COFINS. A base de cálculo é o valor do faturamento mensal, ou seja, a soma de todas as receitas independente de sua classificação contábil. Para cálculo do PIS a alíquota é de 1,65% e da COFINS a alíquota de 7,6%. 

IOF e ISS 

Por conta de suas atividades, empresas de factoring também precisam arcar com IOF (imposto Sobre Operações Financeiras). Além disso, será preciso pagar o ISS (Imposto sobre Serviços).

Esses são os impostos incidentes na operação de factoring. A melhor maneira de ter certeza de que está calculando e pagamento dos impostos corretamente é contando com auxílio profissional. Um contador experiente no seu nicho de atuação é extremamente útil para manter a vida contábil do seu empreendimento em dia. 

Precisa de ajuda? Fale conosco! 

Será um grande prazer poder ajudar! 

Ainda possui alguma dúvida? Que tal entrar em contato com a Tributus?

Somos uma Empresa Contábil em São Paulo, especialistas no seu negócio para ajudá-lo.

Será um prazer conversar!

Acesse nosso Facebook: @grupotributus

Sucesso e até logo.

Assine nossa Newsletter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *